Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/11/15 às 20h39 - Atualizado em 29/10/18 às 12h03

CODEPLAN debate a desigualdade de renda no Brasil

COMPARTILHAR

O Quintas CODEPLAN é realizado mensalmente. Tem como objetivo debater temas relevantes sobre o Distrito Federal e regiões de influência

Quem esteve na tarde dessa quinta-feira, 12, na CODEPLAN, para debater tema dentro da série Quintas CODEPLAN, foi o economista e sociólogo Marcelo Medeiros, do Instituto de Pesquisa Aplicada – Ipea e professor da UnB, que trouxe o tema Os ricos e a desigualdade de renda no Brasil, com base em estudos realizados, também, a partir de informações do Imposto de Renda.

“A desigualdade de renda é um tema de interesse não só da CODEPLAN mas também do Distrito Federal”, destacou o presidente da CODEPLAN, Lucio Rennó, ao passar a palavra para o palestrante.

Ao iniciar a palestra, Marcelo Medeiros explicou que o trabalho é resultado de uma série de pesquisas e tem como objetivo debater estimativas dos níveis de concentração de renda. Para ele, são dois resultados básicos: a concentração de renda no topo de distribuição de renda no Brasil, que é muita alta comparada a outros países, e que essa concentração é muita mais alta do que se tinha em mente.

Quintas CODEPLAN 11-12 1

Desigualdade é maior

Medeiros disse que um por cento dos mais ricos detém um quarto da renda no Brasil, segundo pesquisas domiciliares, realizadas entre 2006 e 2012. Para ele, a desigualdade é sistematicamente subestimada pelas pesquisas domiciliares, mesmo assim elas contribuem fortemente para os trabalhos dos pesquisadores.

Segundo ele, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD mede bem os 10% da base, e o Imposto de Renda, os 10% do topo da pirâmide da renda.

Destacou que o poder dessa parcela mais pobre de influenciar nas decisões é muita pequena, o que confirma a importância dos ricos na explicação da desigualdade. Diante do novo cenário, com as informações trazidas a partir dos dados do IR, o pesquisador ressaltou a a necessidade de se reavaliar os estudos sobre desigualdade. “Ainda é cedo para certezas”, completou.

Reportagem: Eliane Menezes, com Nilva Rios
Fotos: Toninho Leite

IPEDF - Governo do Distrito Federal

Instituto de Pesquisa e Estatística do Distrito Federal

Setor de Administração Municipal – SAM, Bloco H, Setores Complementares – CEP: 70.620-080
E-mail: ipe@ipe.df.gov.br
Telefone: 3342.2222